LEITOR

Leitor

O homem que me ensinou a inventar!

"Carlos Parada era meu avô materno, filho de espanhol, estatura média, homem de personalidade forte, repleta de bom humor, às vezes com uma pequena pitada de sarcasmo, mas com a sabedoria de não ofender, apenas brincar.
Minhas melhores lembranças de infância e adolescência vem deste homem com o qual pude conviver por um bom tempo... sou seu neto primogênito, e por isso, pude desfrutar de sua jovialidade e boa disposição, e foram muitos os momentos de "atenção" que dele recebi.
O Vô Parada, como eu o chamava, não era de muito falar... mas quando falava, surpreendia, fazia refletir, arrancava sorrisos e gargalhadas, constrangia também, pois sua sinceridade era de fato afiada... mas, antes de tudo, este homem encantou e ganhou admiração de muitos.
Viveu mais de 50 anos em Passos, cidade ao sul de Minas Gerais... boa parte deste tempo, em companhia de minha avozinha querida, Julieta Montarani Parada, que faleceu em 1990.
Boa parte de sua vida, "Seu Parada" foi eletrotécnico, consertava rádios e televisores... daqueles com válvulas grandes e transistores... tinha uma pequena oficina dentro de casa, na rua David Baldini, 77, mais conhecida como Quarta Chapada... sua oficina ficava ao lado da sala, e era um "universo desorganizado"... esqueletos de rádios antigos para todos os lados, válvulas queimadas, parafusos, ferramentas e cheiro de estanho derretido era o que se via e sentia ali dentro... minha avó mantinha a casa sempre limpa e brilhando, porém, ali, naquela oficina não podia sequer tirar o pó... creio que ela odiava o lugar.
Carlos Parada era também corretor de imóveis... vendia terrenos e casas na cidade... conhecia bem este ofício.
Era maçom, muito querido por seus "irmãos de ideologia e filosofia".
Com Carlos Parada aprendi três coisas:
- Cuidar e respeitar meus animais de estimação!
-Aceitar as coisas da vida com bom humor,
ou ao menos tentar!
-Inventar... 
O que sempre me encantou no Vô Parada foi sua capacidade de reaproveitar e criar... com ele aprendi a "inventar".
Foram muitas as suas criações durante o período de minha infância e adolescência... o homem tinha uma capacidade de reaproveitamento, de criação e invenção como poucos... entre suas mais geniais invenções, estava um imenso robô de lata, prateado, com um "dial de um antigo rádio alemão" instalado em sua barriga e um alto falante no peito... quando o rádio ainda funcionava, por muitas horas me distraí com este companheiro de lata.
Entre tantas invenções do Vô Parada, que não consigo esquecer, estava uma "antena de TV em formato de rosa"... isso mesmo, ele conseguiu com o reaproveitamento de filamentos de alumínio, inventar uma antena externa de TV em formato de rosa, e que funcionava muito bem... era única em Passos, e me lembro bem que muitas pessoas paravam na calçada, do outro lado rua, para observar aquele objeto estranho no telhado, e por diversas vezes vinham bater palmas na varanda, para satisfazer sua curiosidade e perguntar se "aquilo" era realmente uma antena de TV em forma de rosa.
Uma outra invenção sua me tornou famoso na Feira de Ciências da Escola Estadual Profª. Julia Kubitschek do ano de 1973, onde estudei por dois anos, em Passos, entre 1972 e 1974... eu não tinha um projeto para apresentar na Feira de Ciências e eis que Carlos Parada entrou em ação... inventou e fabricou sobre a plataforma de metal de um velho rádio, um pequeno aparelho de telégrafo, com som e tudo, alimentado com  uma imensa pilha... e ainda me deu uma cópia do Código Morse, código universal de uso das companhias de telégrafo no mundo... fui a sensação na escola, todos queriam aprender a se comunicar em Código Morse.
Na década de 1980, já aposentado, e com poucos clientes em sua oficina, pois os aparelhos de TV e rádio, mais modernos, com circuitos e placas, já não eram como antes, Carlos Parada "inventou" um outro ofício, o de artesão... utilizando vários materiais, entre estes, latas de óleo, de conservas, pedaços de madeira e alumínio, fabricava brinquedos... carrinhos de Fórmula 1, aviões, tratores, caminhões, carrinhos de boneca... e no início desta sua nova fase, os presenteados eram seus netos e netas... porém, ao longo do tempo, sua atividade ganhou nobreza, quando ele passava o ano todo fabricando estes brinquedos para doa-los no Natal, a crianças de bairros carentes em Passos.
Alías, este era um costume que o Vô Parada sempre cultivou... quando eu tinha uns 12 anos, na véspera do Natal, ele pegou um "grande saco" em sua oficina, me chamou e caminhamos por alguns quarteirões até chegar em uma rua repleta de casinhas humildes... por lá já esperavam algumas crianças, alegres e felizes com os presentes que Seu Parada trazia no "grande saco", eram bonecas e carrinhos de plástico que tornaram mais alegre o Natal daqueles meninos e meninas.
Carlos Parada não foi um "homem perfeito",
tinha seus defeitos, não agradou a todos,
mas foi um homem simples,
embora fosse também espetacular,
admirado por muitos,
querido por todos, amado pelos seus,
genial e sábio, e que deixou bons exemplos...
era também poeta.
Carlos Parada, 93, faleceu dia dois de março, em Passos, e foi sepultado na cidade de Muzambinho (MG). Era viúvo de Julieta Montanari Parada, deixou dos filhos, cinco netos e sete bisnetos".
Elson T. de Paula
Yama-16.03.14
18
08
E
03
15
WELLS---160816
24-
11
22-
07
13
09
B
05

 

 

 

 

Últimas Leitor

Leia mais

Arantes acusa Pimentel de...
BELO HORIZONTE (MG) - O deputado Antonio Carlos Arantes (PSDB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa para denunciar a situação difícil dos municípios mineiros. Arantes acusou Pimentel de cavar um grande buraco no Governo de Minas e de querer arrastar os municípios para dentro dele: “É o buraco da...
Abertas inscrições dos Jimi...
BELO HORIZONTE (MG) - Municípios, equipes e atletas que desejarem participar da edição 2018 dos Jogos do Interior de Minas (Jimi) já podem se inscrever no programa da Secretaria de Estado de Esportes (Seesp) realizado desde 1985 que, em 2017, voltou ao seu formato original, com participantes exclusivamente do interior,...
Taça da Copa Glória é do...
PASSOS (MG) - - De forma invicta, o Novo Horizontino, do Bairro Belo Horizonte, em Passos, conquistou, o quarto título de campeão em pouco mais de dois anos. O fato ocorreu domingo passado no Estádio Municipal Odélio Martins da Silva, e correspondeu à primeira edição da Copa Glória Intermunicipal de...
Cássio e vereadores cobram...
PASSOS (MG) - O deputado estadual passense, Cássio Soares, esteve reunido na última segunda-feira (19), com os vereadores do PSD de Passos Alex Bueno, Rodrigo Barreto e Téo Lemos, para propor e cobrar do prefeito Renatinho Ourives (foto), atitudes que mostrem resultados para a solução aos diversos problemas da cidade....
Câmara aprova projeto que...
PASSOS (MG) - Em reunião extraordinária realizada no final a tarde desta segunda-feira (19), a Câmara Municipal de Passos aprovou em primeiro turno Projeto de Lei enviado pelo Poder Executivo que cria as secretaria Municipal  de Cultura e Patrimônio Histórico e Esportes, Lazer e Juventude. Os novos...
Paraíso amplia coleta...
SÃO S. PARAÍSO (MG) - A Prefeitura de São Sebastião do Paraíso, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e em convênio com Associação de Catadores de São Sebastião do Paraíso (Acassp), está ampliando a coleta seletiva de lixo na cidade. O serviço, que antes...
Prefeitura esclarece...
PASSOS (MG) - A Prefeitura de Passos, através da Secretaria Municipal de Fazenda, esclarece alguns questionamentos sobre a cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2018: "A cidade tem aproximadamente 57.328 imóveis a ser lançado no IPTU, com um valor aproximado de arrecadação de R$ 27...
Corpo de padre Luiz Tavares...
PASSOS (MG) - Será sepultado às 19h desta terça-feira (20), no Cemitério Municipal de Passos, o corpo do padre Luiz Tavares de Jesus, de 81 anos, que faleceu na madrugada em consequência de um câncer detectado no pâncreas há menos de uma semana. Ele estava internado desde o dia 15 no Hospital de...
Terça-feira de filme no Cine...
Filme: 'MACUNAÍMA (1969)' Título Original: Macunaíma Atores: Grande Otelo, Paulo José, Jardel Filho Diretor: Joaquim Pedro de Andrade Duração: 108 min. Ano de Produção: 1969 Origem: Brasil Gênero: Comédia Sinopse: Macunaíma é um...
Como reduzir o consumo de...
BELO HORIZONTE (MG) - O verão é a estação mais quente do ano e, por isso, os ventiladores, climatizadores de ar e aparelhos de ar condicionado são mais demandados.  Por isso, a Cemig separou algumas dicas para que a utilização desses aparelhos não aumente significativamente o valor das contas...

Vídeo da Semana